Onde limite é a virgula e não o ponto.


Cinema Mudo

23/08/2013 07:40


 

Sentado eu aguardo

O filme terminar

Cinema vazio, cheiro de ranço

Talvez da pipoca,

Talvez do rancor

 

As imagens não são nítidas

Cenas em preto e branco

O Filme é antigo

O cinema é mudo

E Eu estou sozinho

 

Película delicada,

As expressões do teu rosto

Fazes-me rir,

Histérico gargalhar

Fazes-me chorar,

Saudoso do que fez em mim, 

Fases que se foram...

 

 

Foi grande atriz,

Protagonista do meu coração

Enganou-me com Maestria,

Em excelente atuação

Enganei-me eu,

Canastrão que sou

 

Única cor é o contraste

Do vermelho batom,

Com a palidez de minha face

Levo então as mãos à boca

Nostálgico

Desejando um beijo,

Teu perdão

 

Termino as legendas

Frases que se foram

Sentado aguardando-te...

Terminar...

 

Texto: Maurício Gervazoni

Foto: Luzes da Ribalta - Charles Chaplin - 

 

Curtiu? Curta: https://www.facebook.com/poesiassemfronteiras

 

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!