Onde limite é a virgula e não o ponto.


Sementes D´água

18/12/2014 07:39

Sementes D´água

 

Chuva, chovida

Nascida coral

Chorinho

Da nuvem gorda

Grávida das gotas

Gorjeios d´água

 

Pinga esses pingos

Pintassilgos fluídos

Contraltos e baixos

Sopranos, Tenores

 

Em todo canto

Ouvimos teu canto,

trespassando o ar

Em cada voz tua,

caí um mar

Em todo infinito há mar

E amar encanta

Quando respinga em nós

 

Chuva! Chova!

Pinga! Pingos!

Deságua lágrimas

Esvoaça sem asas

Soada ao vento

Versos sem letras

Sobre dor incolor

 

Orvalha verdes histórias

Arvora a terra

Molha-me com música

Beija meu oceano

Gota a gota.

 

Maurício de Carvalho Gervazoni

Imagem: Google Images

https://www.sem-fronteiras.net/news/todas-esta%C3%A7%C3%B5es/

 

 

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!