Onde limite é a virgula e não o ponto.


Fez Diferença Para Uma Estrela...

07/03/2014 07:27

 

Outro dia... Anoiteceu...

E uma Estrela-do-ar, a margem de quaisquer marés
Foi lembrança da ternura enterrada na areia 
A espera negra do próprio esquecimento 
Imóvel... a sete palmos abaixo de si mesma

Noutra noite... Amanheceu...

Fizeste-a brilhar acolhendo-a em teu mar...
Quando umedecendo a seca pele lhe reanimaste a luz...
Foi no fundo do lar que pulsou ela novamente...

Foram as hesitantes ondas... as idas e vindas... espumantes...
Destas escumas que alcançaste o braço...em úmido abraço...
Incluindo-a, fizeste a diferença à constelação... 

Levando água à aquela sedenta partícula 
Embebedou de esperança toda a galáxia 
Afastando a escuridão do esquecimento de si...num gesto...

Retornando a estrela ao mar vívido
Entumecendo com carinho o corpo esquecido
Enriqueceste a Via-láctea do oceano com mais luz...

 

Maurício de Carvalho Gervazoni

Imagem: Mike Roberts 2004 Star-fish Blue

Mais de mim:http://www.sem-fronteiras.net/news/pronomes-possessivos-/

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!